A literatura infantil na escola: em especial, a hora do conto

Cristiane Lumertz Klein Domingues

Resumo


 

O presente trabalho pretende discutir a capacidade que a literatura infantil possui de formar leitores, sendo o objetivo principal do texto refletir sobre como a escola tem utilizado o livro de literatura infantil na sala de aula e sobre como o professor lida com o gênero literário nas aulas. Delineia-se a visão que se tem da literatura infantil desde as publicações de Monteiro Lobato até algumas produções mais contemporâneas, valorizando especialmente a hora do conto, que, aos poucos, vem ganhando importância nas práticas pedagógicas. Na sequência, apresentam-se possibilidades de textos lúdicos para serem lidos em sala de aula, por entender que, devido ao seu caráter lúdico, poderão formar leitores de fato. Para tanto, realizou-se uma pesquisa de cunho bibliográfico com autores que abordam os aspectos tratados aqui: Arroyo (1968), Aguiar (1994), Busatto (2003), Coelho (2004), Freire (1982), Huizinga (2008), Lajolo (1999), Meireles (1984), Paes (2014), Smolka (1989) e Zilberman (1982).

Palavras-chave: Leitura. Literatura infantil. Hora do conto. Escola. Professor.


Texto completo:

PDF


Ciências & Letras está indexada em:

BBE – Bibliografia Brasileira de Educação – INEP – Brasília (<http://www.inep.gov.br>)

CCN – Catálogo Coletivo Nacional de Publicações Seriadas (<http://ccn.ibict.br/busca.jsf>)

ICAP – Indexação Compartilhada de Artigos de Periódicos (<http://www.pergamum.pucpr.br/icap/titulo.php>)

IRESIE – Índice de Revistas de Educación Superior y Investigación Educativa – CEUTES/UNAM, México (<http://iresie.unam.mx> e <http://www.iisue.unam.mx/iresie>)

Sumários.org – Sumários de Revistas Brasileiras (<http://www.sumarios.org/>)

 

ISSN 0102-4868 - Versão impressa

ISSN 1808-043X- Versão eletrônica

 

Ciências & Letras

Revista da Faculdade Porto-Alegrense

Av. Manoel Elias, 2001 – Prédio 3 – Morro Santana

Porto Alegre – Rio Grande do Sul – CEP: 91240-261

E-mail: cienciaseletras@fapa.com.br